Sábado, Maio 25

México rompe relações diplomáticas com Equador após prisão na embaixada

Policiais equatorianos entraram na embaixada mexicana em Quito na noite de sexta-feira para prender o ex-vice-presidente do Equador que ali se refugiara, o que levou o México a suspender as relações bilaterais.

Jorge Glas, o ex-vice-presidente, foi condenado à prisão e havia um mandado de prisão contra ele antes que o México lhe concedesse asilo, informou o gabinete presidencial do Equador em um comunicado. declaração anunciando a prisão. Glas morava na embaixada desde dezembro e recebeu asilo político na sexta-feira.

A declaração dizia que “nenhum criminoso pode ser considerado perseguido politicamente”.

O comunicado, do gabinete do presidente Daniel Noboa, acrescenta que a prisão foi realizada porque o México abusou das imunidades e privilégios concedidos à missão diplomática e que o asilo de Glas foi concedido “contrariamente ao quadro jurídico convencional”.

Pouco depois da prisão, o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, emitiu um comunicado declaração dizendo que a prisão foi uma “violação flagrante do direito internacional e da soberania do México” e que a polícia equatoriana entrou à força na embaixada.

A Secretária de Relações Exteriores do México, Alicia Bárcena Ibarra, declarou o rompimento das relações diplomáticas com o Equador em um declaraçãodizendo que o pessoal diplomático mexicano ficou ferido no episódio.

Esta é uma história em desenvolvimento.